728x90 AdSpace

  • Últimas Notícias

    Tecnologia do Blogger.
    segunda-feira, março 23

    Vai passar...

    Tá quase acabando. Estive em crise existencial nas últimas semanas. Convivência difícil dos meus semelhantes para comigo, admito, muito embora a receita para passar estes dias ao meu lado nem seja assim tão secreta: um pouco de compreensão e um bocado de 'deixa quieta'. O silêncio, nestes casos, é o melhor remédio.

    Normalmente, eu penso muito. Sou adepta da filosofia cartesiana do 'penso, logo existo'. Mas nesta fase é sempre muito difícil articular meus pensamentos. Simplesmente porque na crise penso ainda mais e fica quase impossível capturar algum pensamento mais objetivamente. Raciocínio é quase zero - algo semelhante àquela doença da personagem do De Niro em Tempo de despertar. E, se penso antes de falar... falo nada.

    De vez em quando, a vida parece que saiu dos trilhos.

    A essa altura da crise já consigo entender que ela foi desencadeada por uma perda. Não pensei que a morte de um amigo muito querido com o qual já não tinha muito contato, fora alguns encontros inesperados, fosse me abalar tanto. A ponto de baixar minha imunidade e me deixar doente. Claro, somaram-se outros fatores a isso tudo. Mas, talvez, se não fosse aquela morte trágica, TUDO não tivessea proporção que acabou ganhando.

    Parei de ir até no spinning. Engordei, tive faringite e ameacei uma otite - coisa que não tinha há tempos. Os dois quilos ganhos na balança, graças aos 15 dias sem exercícios e sem controle na alimentação - pouco, reconheço, para essa bagunça toda -, parecem 20. É o peso que se carrega...

    Sei que é chato, para os que me cercam, para quem lê isso aqui e até para mim, essas crises que mais parecem frescurite aguda. Mas já entendi que tenho que passar por elas. São etapas necessárias para meu crescimento. O negócio é não passar em vão. É preciso avaliar bem causas e consequências e enxugar os excessos. Vale a pena a fase...
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: Vai passar... Rating: 5 Reviewed By: Débora Thomé
    Scroll to Top