728x90 AdSpace

  • Últimas Notícias

    Tecnologia do Blogger.
    sexta-feira, dezembro 4

    1992

    Memória nunca foi meu forte, quem me acompanha sabe. Por isso, para não falar besteira aqui, consultei antes o meu oráculo, para tirar algumas dúvidas (fiquem tranquilos, que ele só tirou dúvida mesmo...). Tudo certo, vamos à vaga memória de 17 anos atrás, com a conquista do pentacampeonato brasileiro pelo Mais Querido.

    Na época, eu já havia desistido de ser dentista. Estagiava na FD, onde trabalho até hoje, e já namorava meu marido, que eu amo cada dia mais. Era a época da ECO-92 (dã), e só se falava na queda da violência no Rio por causa do Exército nas ruas. Naquele mesmo ano surgiram os caras-pintadas, e com eles a UNE recuperava um pouco de sua força política com Lindberg Faria, presidente da entidade estudantil na ocasião - uma passeata dessas eu tive o prazer de cobrir, ainda como foca. O Congresso Nacional aprovava, no fim do ano, o impeachment do então presidente Collor. Glória Perez perderia, tragicamente, sua filha Daniella.

    Memória parece reação em cadeia. Escrevendo aqui, lembrei que foi a primeira vez que não passei as férias com meus pais em Praia Linda, casa da família na Região dos Lagos, vendida há uns bons anos. Nas rádios, bombavam Wishing On A Star (Cover Girls), I Will Always Love You (Whitney Houston), All Together Now (The Farm), Black Or White (Michael Jackson), Just Another Day (Jon Secada), O Canto da Cidade (Daniela Mercury), November Rain (Guns N' Roses), Smells Like Teen Spirit (Nirvana) e Rio 40 Graus (Fernanda Abreu) - corrijam-me se estiver errada.

    O que significa dizer, também, que minha memória é musical!

    Uma, por exemplo, que recordo, foi uma versão que os rancorosos torcedores do Botafogo cantaram depois de perderem o campeonato pra gente: "Nada mais legal do que cair da arquibancada / Raça-Fla / Caiu de lá"... A tragédia aconteceu no segundo jogo (isso eu tive que confirmar com o meu oráculo; pensei que fosse o primeiro). É difícil explicar para os mais novos; tinha confronto final no Brasileirão, na época. Pegamos o Foguinho, que surpreendentemente tinha a melhor campanha do campeonato e, lembro bem, levava vantagem, era o favorito, jogava por dois empates.

    Uma das grades da arquibancada cedeu e centenas de torcedores caíram sobre as cadeiras, no anel debaixo do Maracanã. Foi bem perto de onde ficávamos. Talvez pela tensão daquela visão "privilegiada" da galera despencando feito boneco de pano, eu nem lembre de muita coisa daquele dia. Três pessoas morreram...

    Naquela época eu era assídua das cadeiras azuis, e assistia aos jogos do Mengão confortavelmente (quer dizer, mais ou menos... acabo de lembrar que as cadeiras eram de ferro e o senta-levanta me deixavam com uma marca roxa em cada batata da perna, a cada ida ao Maraca) no setor cativo. Vi dali, sem bandeirões na minha frente, a consagração do Maestro Júnior, o Vovô Garoto, que liderava uma equipe desacreditada, comandada pelo ex-jogador Carlinhos, e que tinha nomes como Gilmar, Gaúcho, Zinho e Júnior Baiano.

    O título, de verdade, ganhamos logo no primeiro jogo, metendo 3x0 no Foguinho e invertendo a vantagem. A mão já tava na taça. Era a época do 'uh-tererê'...


    O que eu não lembrava e o 'pai' Google me mostrou:

    Renato Gaúcho tava no Foguinho, na época. Um maraca lotado, com 122 mil pessoas, assistiu ao drible desconcertante do Vovô Garoto, que deixou Renato de bunda no chão...



    O Elenco
    Goleiro: Gilmar
    Lateral-Direito: Charles
    Zagueiro: Wilson Gottardo
    Zagueiro: Gelson
    Lateral-Esquerdo: Piá
    Volante: Fabinho
    Volante: Uidemar
    Meia: Júnior
    Meia: Zinho
    Centroavante: Gaúcho
    Centroavante: Júlio César
    Técnico: Carlinhos
    Outros Jogadores: Roger, Júnior Baiano, Rogério, Djalminha, Paulo Nunes, Nélio, Marcelinho Carioca, Toto e Zé Ricardo

    E agora, com a ajuda da Wikipedia:

    Outros acontecimentos...
    Galileu Galilei foi perdoado pelo Papa João Paulo II
    A Bósnia e Herzegovina torna-se independente
    Chacina na Casa de Detenção do Carandiru, em São Paulo
    Lady Diana e o Príncipe Charles se separam
    Organização Mundial da Saúde deixa de considerar a homossexualidade como doença

    Nasciam...
    27 de Abril - Miguel Rômulo, ator brasileiro
    16 de Setembro - Nick Jonas, cantor, compositor e ator estadunidense Jonas Brothers
    23 de Novembro - Miley Cyrus, estilista, atriz, compositora e cantora estadunidense

    Morriam...
    17 de Fevereiro - Jânio Quadros, político brasileiro
    20 de Fevereiro - Dick York, ator estadunidense
    26 de Fevereiro - Older Cazarré, ator e dublador brasileiro
    5 de abril - Antônio Marcos, ator, cantor, humorista e produtor musical brasileiro
    6 de Maio - Marlene Dietrich, atriz alemã
    12 de Outubro - Ulysses Guimarães, político brasileiro
    4 de Novembro - Carlos Imperial, apresentador brasileiro
    30 de novembro - Augusto César Vanucci, ator, produtor musical e diretor brasileiro
    28 de Dezembro - Daniella Perez, atriz brasileira
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: 1992 Rating: 5 Reviewed By: Débora Thomé
    Scroll to Top