728x90 AdSpace

  • Últimas Notícias

    Tecnologia do Blogger.
    quarta-feira, agosto 25

    Fome oculta

    Sabe aquela vontade de comer não-sei-o-quê? Isso não é fome. Tampouco, gula. Mas, provavelmente, uma avitaminose, pode apostar!

    Os nutricionistas gostam de chamar de fome oculta. Não é algo fácil de identificar, principalmente se levarmos em conta nossos hábitos alimentares do dia a dia. O fenômeno é consequência da falta da quantidade adequada de alguns micronutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

    Mas os "sensores" de alerta para essas necessidades específicas não são tão aguçados quanto o da sensação de fome quando a hora do almoço já passou!

    Essa carência de micronutrientes, como vitaminas e minerais essenciais, pode ocasionar processos infecciosos (gripes, resfriados) e alterações de comportamento (desânimo, mau-humor, irritabilidade) que só aumentam a necessidade desses elementos ausentes, e que muitas vezes não são repostos pelo fato de não ser tão clara essa relação entre a carência nutricional e distúrbios físico-psíquicos.

    Veja alguns exemplos de possíveis deficiências:

    • Má digestão: deficiência de zinco
    • Alteração de humor na TPM: deficiência de magnésio e/ou vitaminas B6, B9 e B12
    • Fadiga crônica: deficiência das vitaminas do complexo B
    • Insônia: deficiência de magnésio
    • Retenção hídrica (inchaço): deficiência de vitamina B2 e magnésio

    Preste atenção aos sinais que seu corpo dá: cansaço, memória fraca, unhas quebradiças, irritabilidade, resfriados frequentes e até depressão podem ser sinais de fome oculta.

    Com informações do Emex
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: Fome oculta Rating: 5 Reviewed By: Débora Thomé
    Scroll to Top