728x90 AdSpace

  • Últimas Notícias

    Tecnologia do Blogger.
    quarta-feira, março 26

    A luta continua

    Donos de jornais e revistas oferecem aumento de 5%

    Os representantes dos donos de jornais e revistas ofereceram 5% de aumento salarial durante reunião com a comissão de negociação do Sindicato dos Jornalistas, que contrapropôs e teve rejeitado o índice de 7%. Eles se recusam a avaliar uma nova proposta, que já está abaixo dos 8,36% reivindicados inicialmente pela categoria. Em 2007, os jornais brasileiros tiveram crescimento de 11%.


    Sobre o valor do vale-refeição, admitiram a possibilidade de estudar uma forma para reembolsar os jornalistas que estiverem em jornada de trabalho fora da empresa. Reivindicamos aumento do vale, de 10,30 reais para 18 reais, mas eles contrapropõem o valor de 11 reais, um acréscimo de 70 centavos. Pesquisa do setor revela que o carioca gasta quase 17 reais para comer fora.

    Em relação à participação nos lucros, eles propuseram um valor de 450 reais para o benefício, nas empresas desprovidas de plano nesta área, e a sua distribuição estaria condicionada ao nível de freqüência ao trabalho de cada jornalista. Na reunião de hoje (N.B.: de ontem, dia 25, na verdade), decidiu-se que os representantes dos patrões e dos jornalistas formulariam novas propostas sobre esses pontos. Os critérios para distribuição dos lucros devem se basear em questões relacionadas com grupos de profissionais e não de forma individual. Também foi acertado que o valor do benefício não deve ser fixo, mas de acordo com percentuais baseados em faixas salariais.

    Os representantes do patronato ainda se recusam a pagar em dobro os domingos e feriados trabalhados. Mas admitiram estudar uma proposta de compensação por esses dias trabalhados, que consistiria na concessão de folga de dois dias no decorrer de um período a ser estabelecido. A comissão de negociação do Sindicato defendeu novamente o reajuste do auxílio para o pagamento de creche, de 185 reais para 450 reais, mas eles oferecem somente 200 reais. Alega que o aumento das mensalidades das creches se dá em função do salário mínimo, bem acima dos percentuais de reajuste dos salários dos jornalistas.

    Nova rodada de negociação foi marcada para o dia 15 de abril (terça-feira), às 10h.
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: A luta continua Rating: 5 Reviewed By: Débora Thomé
    Scroll to Top