728x90 AdSpace

  • Últimas Notícias

    Tecnologia do Blogger.
    quarta-feira, novembro 27

    Ano do cavalo

    Segundo o horóscopo chinês, 2014 será um ano regido pelo Cavalo. Isso significa que, a partir de 11 de fevereiro, é tempo de avanços significativos nas artes, na política internacional, na mídia, na tecnologia e na medicina, pois os anos regidos pelo Cavalo favorecem a ação. Exemplos disso são 1990, ano da libertação de Nelson Mandela, que trouxe mudanças dramáticas para a África do Sul, e 1918, quando terminou a Primeira Guerra Mundial.

    Os anos do Cavalo também são caracterizados por atos repentinos de agressão, como no ano do Cavalo de 1990, quando as tropas do Iraque invadiram o Kuwait, mas geralmente são problemas de curta duração e de resposta rápida. A economia mundial continuará exigindo muita atenção das autoridades. Na cultura, pessoas novas e influentes podem surgir na indústria musical, e novas séries de TV e de cinema do tipo que atraem multidões devem ser lançadas.

    De acordo com Neil Somerville, autor de "Seu horóscopo chinês para 2014: o que o Ano do Cavalo reserva para você" (ed. Best Seller), este será o tipo de ano em que se deve dar aquele passo a mais em direção às suas metas. Segundo ele, alguns signos chineses se darão melhor que outros, mas todos podem se favorecer desse período de ação, com recompensas à força de vontade.

    O Cavalo significa movimento, comunicação e o poder que o homem tem de transformar a sua realidade. A tendência é que as pessoas sintam-se mais inquietas, românticas, e será, com certeza, um ano decisivo para quem quer alcançar o sucesso. Como neste ano a tendência é de se agir com mais coragem, os projetos terão maiores possibilidades de serem concretizados. Para os chineses, o Cavalo simboliza inteligência e amizade.

    Os anos consagrados a este animal do Zodíaco chinês são normalmente anos decisivos para a história da Humanidade. A cada 12 anos o Cavalo, animado pelo elemento fogo que o rege, surge incitando as pessoas a agirem, despertando-as da letargia em que se encontram. Não é por acaso que os anos do Cavalo são anos turbulentos. Coincidência ou não, acontecimentos comprovam essa afirmação, por exemplo: I Guerra Mundial (1918), a Grande Depressão (1930), II Guerra Mundial (1942), a Revolução Cultural Chinesa (1966).

    Para o astrólogo Norton Silveira, a palavra volatilidade serve para descrever bem o ano do Cavalo, pois todas as atitudes são inconstantes, por exemplo: o entusiasmo e o pensamento positivo num instante se transformam em dúvida e incerteza; os gastos excessivos são logo seguidos por uma necessidade urgente de poupança.

    “Para os mais ambiciosos, o ano do Cavalo costuma ser um ano decisivo, por isso a economia e a diplomacia estão na ordem do dia. Também podem ser favorecidas as grandes causas, já que seus defensores, e os inconformados, retiram da força do Cavalo um novo ânimo para sua luta”, afirmou Norton Silveira.

    A regência do Cavalo em 2002 trará grandes mudanças em todos os setores. O ano será marcado pela impetuosidade e inquietação, próprias do signo, pois todos estarão procurando resultados imediatos. A busca por novos caminhos favorece a diversificação de atividades. As palavras-chave são coragem e aventura.

    “Quem for corajoso, obstinado e confiante atingirá seus objetivos neste ano do Cavalo. Não ter medo é o segredo. Apesar dos conflitos que possam gerar, os projetos tendem a ser solucionados com rapidez e eficiência. As profissões que lidam com o público serão especialmente beneficiadas. O comércio e as atividades intelectuais e artísticas estarão em alta. O ano também é favorável ao desenvolvimento dos meios de comunicação, que receberão um grande impulso neste período regido pelo Cavalo”, disse o astrólogo.

    Tempo pede renovação
    Para muitos, o Cavalo significa o início de um período extremamente bom, uma fase da colheita do que foi plantado. Certamente, quem plantou hostilidades colherá hostilidades. Também é um tempo de renovação, de mudanças, de metamorfoses. Ótimo para abrir um novo negócio, mudança de residência ou de emprego. Quem não está satisfeito com a atual situação de vida deve aproveitar o ano do Cavalo para dar uma guinada definitiva. Um casamento deteriorado, por exemplo, deve ter um fim para que os envolvidos possam recomeçar. A recomendação é que não se deve desperdiçar a vida. Não desperdiçar quer dizer: viver em perfeito equilíbrio com a natureza. Impor solidariedade.

    Observar melhor a paisagem à sua volta, atentando para os detalhes e, se possível, trabalhar naquilo que gosta.

    Os nascidos nos anos de 1931,1932,1940,1941,1949,1950,1958, 1959, 1967, 1968, 1976, 1977, 1985, 1986, 1994, 1995, são os que podem ter mais sucesso no ciclo do Cavalo, por causa da compatibilidade dentro da astrologia chinesa. As horas regidas pelo Cavalo vão das 11h às 13h de cada dia, sendo este o melhor horário para tomada de decisões.

    O elemento natural do Cavalo é o fogo, Yang, que significa nascimento ou dia. Quem nasce sob a energia Yang progride e evolui, desde que aja de maneira ativa; é realizador e inovador. Não é por acaso que os anos do Cavalo são turbulentos: o Yang atinge o máximo da sua força, lançando o caos e precipitando a mudança.
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: Ano do cavalo Rating: 5 Reviewed By: Débora Thomé
    Scroll to Top